sexta-feira, 12 de junho de 2009

Amores Bobos

Impossíveis ou não, amores são sempre amores bobos. Não há exceções a regra. Faço-me de exemplo, e vos digo sem medo: Amo e de boba ela me faz, sem nem mesmo perceber. Pois nela tudo amo. Amo a ansiedade de uma espera, a paz de uma conversa, suas risadas, manias e defeitos. Por fim, ainda amo um par de tênis xadrez e uma camisa pólo listrada. A ela escrevo, por ela escrevo. Ela foi meu acaso, é minha vitória. Não a amo demais, apenas amo. Como posso mensurar o amor? Amo de um jeito novo que só a ela posso amar. Pois quando a encontrei, foi como se estivesse ao mar aberto. Foi descobrir novas terras. É tudo tão complexo, e ainda tão belo.

8 comentários:

"Letícia" disse...

Passei pra desejar um bom dia e dizer que quando pensei em "despedida",deu queda de energia novamente.
Beijos e até um outro "café".

Patrícia Rubim disse...

Muito agradecida, Letícia.Beijos e até mais.

AnaLoo disse...

Queria visitar aqui do mesmo tanto que eu gosto de ler essas coisas, mas eu ando tão sem tempo... Quem sabe eu não me atualize nas férias?
Tava pensando em também escrever um texto de amor bobo. Desses que a gente nota que é amor quando não se preocupa em medir porque é simplesmente amor. Falei disso um dia desses no fotolog:

O amor só é complicado porque é simples demais, e depois que a gente descobre isso, ele flui com naturalidade.

E quando você não consegue perceber que ele é simples, então é porque talvez ele não seja. (Simples, não. Amor.)

Saudade :*

AnaLoo disse...

Eu acho que você devia atualizar, mas quem sou eu, um-post-a-cada-seis-meses, pra dizer essas coisas? ;P

petitcahier disse...

Mudei de casa :*

Thiago Leite disse...

Nem tinha percebido que tem um link ali para a Teia Neuronial... Obrigado. :)

aperitivopoético disse...

O amor é mesmo bobo, desarruma cama, casa, deixa a gente com tantas asas que caimos com mais velocidade e por mais bobo que ele seja, é sempre mais esperto que nós mesmos.

Mar disse...

Cunhadinha, você escreve muito bem, deveria atualizar mais seu blog.

Amores são bobos sim, mas são belos até quando tristes, desarruma a cama (mas vale a pena pra dormir do lado do seu amor), criamos asas e se caimos o que vale é ter voado, de que adianta viver com os pés no chão?

(isso são palavras de gente apaixonada kkkkkk)

Beijinhos e espero mais palavras bonitas.