sábado, 31 de outubro de 2009

<<<<>>>>><<<<<>>>>>

video

“ ‘Não desejarás a mulher do próximo’.
E a mulher do próximo pode me desejar?
E se desejo o próximo ou se ele me deseja?
E se o próximo não deseja a mulher dele?
E se a mulher do próximo não deseja a ele?
E se os três nos desejamos?
E se ninguém deseja ninguém?
E se minha mulher deseja a mulher do próximo?
E por que não o próximo?
E se o próximo deseja minha mulher?
E se eu desejo a minha mulher e a do próximo?
E se ambas me desejam?
E se todos nos desejamos?
Sempre aparecerá alguém para dizer:
‘Vamos parar por ai, pára por ai
Não desejarás, não desejarás e ponto final’ ”.

(Sérgio Kohan)

domingo, 25 de outubro de 2009

Desumano

No início tudo era ira, então Deus fez-se homem. Nasceu, viveu, aprendeu, amou, sofreu, comeu, dormiu, morreu. Não foi calculado, foi necessário, pois percebeu o grande erro de ter-se feito nossa imagem e semelhança.

domingo, 4 de outubro de 2009

Dias Ordinários

Notícias esportivas e programas de auditórios. Revistas eletrônicas fazendo de qualquer coisa, uma notícia. O domingo é um dia de atroz preguiça, de ócio inútil, que pouco nos leva a contemplação, mas sim ao desespero duma segunda-feira eminente. O cotidiano é nocivo ao pensamento, a razão, a emoção. Nos abandona ao relento das nulidades. Vivemos de domingo a domingo, presos ao calendário gregoriano, como presos em calabouços, acorrentados aos grilhões da nossa rotina-desesperança. Mas quem disse que coisas extraordinárias não acontecem em dias ordinários?